Pular para o conteúdo principal

A ayahuasca liberou a grande mãe

Tínhamos chegado em Livorno na costa mediterrânea da Itália vindos de Lisboa em uma viagem cansativa. Levar a vida cruzando a Europa em um caminhão, mesmo que virtual, acompanhado da Amy Winehouse e seu ritmo acelerado é de matar um cavalo.
Era domingo, Dia Das Mães, a noite estava caindo em Livorno e eu só queria pegar uma encomenda que um amigo mandou da Barelândia pelo Sedex, coisa que ainda funciona. Peguei o pacote no correio italiano, voltei para o caminhão para conferir a minha encomenda. Uma camisa da seleção brasileira e uma do amado São Raimundo, meu time velho de guerra pois nasci no bairro da Gloria e sou um autêntico bucheiro.
Quando abri a caixa do correio, além das duas camisas tinha um frasco de agua mineral de um litro contendo um liquido marrom cor de cocô. Ao lado da garrafa um bilhete dizendo que se tratava de um litro de ayahuasca ou Santo Daime para alguns.
O meu amigo da Barelândia é da União do Vegetal, uma seita espirita que usa a ayahuasca e sabe que eu conheço os mistérios do chá.
Ayahuasca é uma bebida produzida a partir de duas plantas amazônicas (Banisteriopsis caapi ePsychotria viridis) para fins rituais e utilizada na medicina tradicional dos povos da Amazônia. Atualmente seu uso acha-se difundido entre os adeptos de diversos cultos praticados também fora da Amazônia.
Deixei a garrafa com ayahuasca no console do caminhão e fui atrás de um banheiro público para tomar banho enquanto a Amy dormia abraçada com a Lourdes na cama da cabine.
Demorei mais ou menos uma hora tomando banho e fazendo a barba e voltei para o estacionamento onde estava meu caminhão.
De longe ouvi o som alto vindo do estacionamento. Quando entro dou de cara com a Amy e a Lourdes dançando funk totalmente nuas indo até o chão rebolando cantando “Ado...ado...ado...cada um no seu quadrado”.
Elas iam para frente e para trás, rebolavam indo até o chão e repetiam esse passinho com em um ritual.
Foi então que reparei que a garrafa com ayahuasca estava vazia no chão.
As loucas tinham bebido um litro da beberagem.
Lembrei que a borracheira só dura quatro horas, mais ou menos.
Sentei ao lado do caminhão para ficar observando a presepada até que as duas me notaram e vieram sentar ao meu lado.
A Amy começou a vomitar, uma das reações da ayahuasca para iniciantes, e logo em seguida começou a abraçar o pneu do caminhão pedindo perdão por tudo.
Ela abraçava o pneu do caminhão, chorava em soluços e pedia perdão.
Depois de passada a lombra fui perguntar para ela o que tinha acontecido e porque o choro. Ela disse que se viu abraçada ao útero da mãe dela e que era redondo e negro com um ponto luminoso no meio.
Realmente, o pneu é redondo, todo negro e tem as calotas brilhantes no meio.
Faz sentido.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Deputada Mirian Rios quer proibir o sexo anal... dos outros.

Esse Roberto Carlos é muito fraquinho.
Ele foi casado com a ex atriz Miriam Rios durante anos, depois que se separaram ela virou evangélica, depois virou católica da igreja carismática e toda cheia de valores morais e éticos que todos sabem que atores da Rede Globo depois do teste do sofá não podem ter.
Fora isso ela foi ex esposa de um cirurgião plástico famoso e mãe de um filho do ator Andre Goncalves.
Isso só os conhecidos.
Ela passeou bastante por pau de homem famoso.
Da noite para o dia a mulher virou deputada pelo Rio de Janeiro contando com os votos desse povo devoto.
Espia isso.
Por falta do que fazer para agradar seus eleitores inventou um projeto que proíbe o sexo anal.
Inventou o Dia Mundial Contra o Sexo Anal.
Oia.
Anal dos outros, acho.
Esses caras da listinha ai de cima não estão com nada.
Ou podem ter afolotado a pobre.
Para ela ter esse horror todo ao sexo anal, capaz de ser trauma mesmo.
Ou foi muito ruim ou foi muito dolorido.
Mas essa louca não pode legislar sobre…

Pompoarismo não é bezerro

O pompoarismo é uma antiga técnica oriental, derivada do tantra, que consiste na contração e relaxamento dos músculos circunvaginais, buscando como resultado o prazer sexual. Para o domínio da técnica são realizados com o auxílio dos ben-wa, que consistem em pequenas bolas ligadas através de um cordão de nylon, conhecidas também como bolinhas tailandesas (no caso das mulheres), e na contração na musculatura no esfíncter e dos músculos do períneo (no caso dos homens). Afirma-se ainda que o pompoarismo pode ser benéfico contra incontinência urinária e na preparação do canal para partos mais fáceis.
Já o bezerro não é técnica nem filosofia. O bezerro que nós conhecemos bem, aqui no Amazonas, é algo espontâneo, natural, a caboca amazonense já nasce com ele. Vem de berço. Faz parte da tradição e do orgulho baré a mulher ter bezerro. Tanto que desde cedo tem disputa pra quem tem bezerro melhor, mais forte. Não é pra qualquer uma sugar, apertar, moer, triturar, prender e cuspir a hora que bem…

Manaus está na época da tanajura

A tanajura é uma formiga alada, do sexo feminino, da família das saúvas.
É uma fêmea virgem que após acasalar, funda um novo formigueiro.
Em tempos mais quentes, quando está preste a chover, sai de suas tocas para pegar uma brisa em árvores, já que, nessa época, o estresse e o calor aumentam, provocados por aquele entra-e-sai sem fim, um caos.
Nada a ver com TPM e nem com sexo.
Em Manaus a época de tanajuras é aguardada junto com o dia de finados.
Esse ano chegou atrasado.
Minha casa está cheia de tanajuras.
A bunda da tanajura é cheia de gordura, pegava um monte delas e assava em frigideira.
Uma delicia.
Comia bunda literalmente.
Agora não.
As coisas mudaram.
Ando meio saudosista.
Tanajuras espalhadas pelo pátio da minha casa me enchem de lembranças da infância.
Ainda bem que eu tive.
E acho que parei nela.
Felizmente!