Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Fevereiro, 2010

A GRANDE IMPRENSA BRASILEIRA É SUJA

ASSIM É SE LHE PARECE
por Luiz Carlos Azenha

Jornalismo não é Ciência exata. Jornais erram. Jornalistas erram. Erros admitidos e reparados, tocamos em frente. Às vezes o erro tem consequências gravíssimas, como no caso paradigmático da Escola Base. O famoso "espírito de manada" muitas vezes contribui para que pecados originais de pequena dimensão se agravem. O espírito de manada funciona assim: por decisão superior ou por interesse próprio, um jornalista decide "repercutir" uma notícia que dá como fato, sem fazer a confirmação independente daquela informação. Corre o risco de repercutir o erro. De ampliar o erro. De reproduzir a premissa falsa. Já vivi essa situação, "repercutindo" reportagens da revista "Veja", na TV Globo: é como se você validasse um bilhete premiado sem ter tido a oportunidade de confirmar antes a premiação.
Assim se deram algumas das grandes "crises" que o Brasil enfrentou desde que o governo Lula se instalou no poder…

Passou carnaval. Agora vai!

Como uma vaca atolada, o Brasil fica parado até passar o carnaval. A não ser os CDFs de plantão, todo mundo fica em stand by até o ano novo brasileiro começar, depois do bendito carnaval. Tudo fica a meia bomba, funcionando só de agá. Corações e mentes estão todos aprisionados nas bundas, peitos e lábios suculentos abundantes na festa momesca. Mas agora acabou... Chega! Enquanto brincávamos aconteceram varias coisas pelo mundo afora. Parte da população do Haiti morreu embaixo de escombros de um terremoto, os USA criaram o SUS deles, justo o pais que inventou o capitalismo selvagem onde pensar em dar dinheiro pra cuidar da saúde de pobre era uma heresia, o Serra na calada do auto silencio das trevas perdidas da oposição ao governo Lula está se posicionando como o verdadeiro sucessor do Lula junto com a Dilma Roussef, de acordo com o PIG (Partido da Imprensa Golpista), ou seja, jogou a toalha, não tem mais oposição, ele está brigando pelas migalhas que sobrarem da transferência de vot…