Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Novembro, 2009

A luz que vem do daime

Ayahuasca, nome quíchua de origem inca, refere-se a uma bebida sacramental produzida a partir da decocção de duas plantas nativas da floresta amazônica: o cipó Banisteriopsis caapi e folhas do arbusto Psychotria viridis. É também conhecida por yagé, caapi, nixi honi xuma, hoasca, vegetal, Santo Daime, kahi, natema, pindé, dápa, mihi, vinho da alma, professor dos professores, pequena morte, entre outros. O nome mais conhecido, ayahuasca, significa "liana (cipó) dos espíritos". Utilizada pelos incas e também por pelo menos setenta e duas tribos indígenas diferentes da Amazônia. É empregada extensamente no Peru, Equador, Colômbia, Bolívia. No Brasil faz parte do ritual de varias seitas. Acreditando na possibilidade de que só se pode ser feliz pagando mico, fui a uma sessão ritualística que tem como pratica uma nova forma de beber a ayahuasca, santo daime ou o nome que se queira dar a bebida. Um amigo, o Raymond de Sá, o Bárbaro, trouxe de Brasília, da mística região do Vale do…

Intervenção federal no Amazonas já!

A decisão dos juízes do TRE a favor do Amazonino Mendes é uma prova que o estado do Amazonas está entregue a uma gang política que trata a coisa publica como um feudo, como um morro do Rio de Janeiro, onde a lei quem faz são eles. Na hora do julgamento, na primeira fila para pressionar o TRE estava o Roberio Braga, compassa de primeira ordem do grupo. Se bem que o TRE já estava no papo desde que o Eduardo Braga deu cargo vitalício no Tribunal de Contas para o filho do juiz eleitoral Ari Moutinho. O Amazonas é um feudo político onde uma organização criminosa travestida de políticos está no poder a 25 anos. Quando o Boto Tucuxi, vulgo Gilberto Mestrinho, voltou do exílio e disse no aeroporto Eduardo Gomes que ficaria no mínimo 25 anos no poder ele não estava brincando. Ficou até sua morte encastelado nele e deixou herdeiros. Diplomou Amazonino que diplomou Eduardo Braga, Alfredo Nascimento, Robério Braga e a Ana Maria Braga, que juntos fundaram a dinastia Braga. Pra poder controlar as v…

O terrorismo midiático no ouvido penico

O Irã tem um programa nuclear que provoca suspeitas nos Estados Unidos e, por conseqüência, no PiG - Partido da Imprensa Golpista (Rede Globo, Folha de São Paulo, Estadão e a revistinha Veja, etc).
Israel tem bomba atômica, o que não provoca suspeitas nos Estados Unidos e, por conseqüência, no PiG.
O Irã diz que o programa nuclear é para fins pacíficos.
O Irã desenvolveu uma tecnologia original dentro da cadeia da indústria nuclear.
O Brasil, o maior produtor de urânio do mundo, tem um programa nuclear e desenvolveu uma tecnologia original para processar urânio.
O Brasil defendeu essa tecnologia com unhas e dentes para evitar cópias piratas.
O Irã diz que defende a sua tecnologia original também com unhas e dentes e, por isso, dificulta o acesso dos Estados Unidos ao seu programa.
O Brasil, aparentemente, não quer fazer a bomba. Essa seria uma das heranças malditas do governo FHC, pior do que a indicação de Gilmar Dantas (**) para o Supremo.
Fazer ou não a bomba é um problema que a sociedade …

Só intervenção federal no Amazonas resolve

O Amazonas é um feudo político onde uma organização criminosa travestida de políticos está no poder a 25 anos. Quando o Boto Tucuxi, vulgo Gilberto Mestrinho, voltou do exílio e disse no aeroporto Eduardo Gomes que ficaria no mínimo 25 anos no poder ele não estava brincando. Ficou até sua morte encastelado nele e deixou herdeiros. Diplomou Amazonino que diplomou Eduardo Braga, Alfredo Nascimento, Robério Braga e a Ana Maria Braga, que juntos fundaram a dinastia Braga. Pra poder controlar as varias esferas do poder, eles foram montando núcleos no legislativo e no judiciário onde existem os subgrupos. No legislativo tem a turma que age em família nos moldes máfia siciliana como os Souza que ficaram com a parte baixa e suja dos negócios, dos Lins que ficaram com as empreiteiras e construtoras onde se inclui o Pauderney Avelino e outros, dos evangélicos que apóiam todas as decisões do executivo sem nem olhar pra Cristo, e a indefectível bancada dos pseudo jornalistas apresentadores de tel…

O Sol e A Lua

ARNALDO ANTUNES

O Sol pediu a Lua em casamento disse que já a amava há muito tempo
Desde a época dos dinossauros, pterodátilos, tiranossauros..
Quando nem existia a bicicleta nem o velotrol nem a motocicleta
Mas a lua achou aquilo tão estranho, uma bola quente que nem toma banho

Imagine só ___ tenha dó
Pois meu coração nao pertece a ninguém
Só a inspirações de todos os casais, dos grandes poetas aos mais normais
Sai pra la rapaz!

O Sol pediu a Lua em casamento,
E a Lua, disse:
Não sei, não sei, não sei
Me dá um tempo.

E 24 horas depois o Sol nasceu a Lua se pôs e..

O Sol pediu a Lua em casamento,
E a Lua, disse:
Não sei, não sei, não sei
Me dá um tempo.

O Sol congelou seu coração

Mas o astro rei
Com todos os seus planetas,
Cometas, asteroides,
Terra, Marte, Vênus, Netúnos e Urânos
Foi se apaixonar justo por ela,
Que o despresa e o deixa esperar.

Acontece que o Sol não se conformou
Foi pedir ao Vento para lhe ajudar,
Mas o Vento nem se quer parou
Pois não tinha tempo para conversar

O Sol sem saber mais o que faz…

Nós vimos o holocausto na TV

O bom de viver em São Paulo é que o mundo todo está aqui, tem gente de todo canto do planeta de todos os credos e etnias. Com a visita oficial do presidente eleito do Irã, o impronunciável Mahamoud Ahmadinejad no dia 23 de novembro, umas 1.500 pessoas fizeram uma manifestação contra a visita dele, principalmente grupos religiosos e claro, por motivos óbvios, a comunidade israelita paulista. Boris Ber, um dos organizadores é presidente da Federação Israelita de São Paulo, disse que a manifestação não é contra o povo do Irã mas contra o presidente “que nega deliberadamente o holocausto” e prega o fim do estado de Israel. Na manifestação tinha bispo evangélico e até o babalorixá Francisco de Osun (o meu é Ogum) que disse que o “presidente podia visitar o Brasil a negócios, só não podia ameaçar outros povos durante a visita”. Gostaria de saber onde estava toda essa gente quando os modernos aviões de guerra israelenses armados com os infalíveis mísseis inteligentes estavam bombardeando es…

A pauta da puta

A Rede Globo, A Folha de São Paulo, O Estadão, a revistinha Veja, são o baluarte do PIG (Partido da Imprensa Golpista) que por ódio de classe e viés ideológico tentam derrubar um presidente eleito porque são viciados em ditadura já que foram criados durante a ditadura militar e pensam que ainda tem a pauta do pensamento da sociedade brasileira. Assim como a oposição está sem rumo, sem plano ou projeto, a imprensa golpista também está perdendo a pauta, pelo simples fato de ser puta, sem querer sacanear a honrosa profissão. Acordar com a Miriam Leitão, a urubologa de plantão e sua trombeta do apocalipse, sem falar de sua beleza estonteante, e dormir com o William Waack e sua cara de vampiro contrariado apregoando o fim dos tempos é de fazer um mortal nunca mais ligar televisão. Enquanto a elite empresarial paulista não perceber que São Paulo não é mais a locomotiva do Brasil, porque o Brasil não é mais um trem colonial e mesmo porque enquanto essa elite esteve no poder não construíram u…

O efeito manada paulista

A estudante de Turismo Geisy Arruda sofreu bárbaro assédio coletivo no dia 22 de Outubro, e quase foi estuprada por 700 alunos. Em anúncios cinicamente publicados nos jornalões paulistas de quinta categoria, pertencentes ao PIG (Partido da Imprensa Golpista), a Universidade Bandeirante –UNIBAN, anuncia que decidiu expulsar a aluna. A universidade preferiu punir a vítima e inventar uma justificativa canalha para o espetáculo do bullying, registrado por câmeras dos próprios alunos. Seria cômico se não fosse trágico. A Uniban, mais uma das uniesquinas do Brasil, considera "defesa do ambiente escolar" a agitação do bando que ameaçava estuprar a colega e que a perseguiu aos gritos de "puta, puta, puta". Em "Psicologia das Multidões", Gustave Le Bon refere-se com clareza ao fenômeno da sugestão em movimentos de multidões, vulgarmente chamado de efeito manada. Alheia a valores e princípios, a Uniban pautou-se unicamente pela doutrina da preservação do lucro.…

Meu ouvido virou pinico

O PIG (Partido da Imprensa Golpista) formado pela Rede Globo, Grupo Folha, Estadão e a revistinha Veja e afins, que obedecem à agenda da elite empresarial paulista e tem como projeto estabelecer no Brasil uma republica governada eternamente por quem tem a grana, a elite empresarial paulista, está dando a direção, o norte para a oposição, completamente perdida e abobalhada com os números e os índices do governo Lula. E todo mundo sabe quem manda nos jornais do PIG, os empresários da elite paulista. Sai no jornal de manhã um possível escândalo, a tarde um senador do DEM ou do PSDB pede CPI e a noite dá com estardalhaço no Jornal Nacional. Essa formula está tão manjada que está cansando o telespectador que não vê a hora da novela começar. E o PIG ainda não percebeu que esse esquema não está funcionando. Hoje está sendo julgado no STF o senador Geraldo Azeredo - PSDB, partido que é à base da elite empresarial paulista, acusado de ter inventado o esquema chamado mensalão, começando a repas…

Indios

Quem me dera, ao menos uma vez,
Ter de volta todo ouro que entreguei
A quem conseguiu me convencer que era prova de amizade
Se alguém levasse embora até o que eu não tinha
Quem me dera, ao menos uma vez,
Esquecer que acreditei que era por brincadeira
Que se cortava sempre um pano de chão
De linho nobre e pura seda.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Explicar o que ninguém consegue entender:
Que o que aconteceu ainda está por vir e o futuro não é mais como era antigamente.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Provar que quem tem mais do que precisa ter
Quase sempre se convence que não tem o bastante
E fala demais por não ter nada a dizer
Quem me dera, ao menos uma vez,
Que o mais simples fosse visto como o mais importante,
Mas nos deram espelhos
E vimos um mundo doente.
Quem me dera, ao menos uma vez,
Entender como um só Deus ao mesmo tempo é três
E esse mesmo Deus foi morto por vocês
É só maldade então, deixar um Deus tão triste
Eu quis o perigo e até sangrei sozinho
Entenda, assim pude trazer você de volta pra mim,