Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro, 2008

O MUNDO ASSISTE À AUTODESTRUIÇÃO DE ISRAEL

A verdadeira história dessa guerra não é a que Israel está contando

29/12/2008 (Johann Hari, The Independent, UK)*

O mundo não está assistindo apenas aos crimes que Israel está cometendo em Gaza; estamos também assistindo à autodestruição de Israel.
Essa manhã, amanhã de manhã e todas as manhãs, até que termine essa matança de palestinos, o ódio a Israel só aumentará, cada dia haverá mais ódio e mais os palestinos lutarão, com pedras, com coletes explosivos, com foguetes, com palavras. Os líderes israelenses creem que quanto mais massacrem os palestinos, mais os amansarão. Já se foram esses tempos de medo, entre os palestinos. O ódio a Israel, hoje, lá, é duro, impenetrável. E os sentimentos mais primitivos, mais basais, de quem só aprendeu que viver é sobreviver em guerra, lá estarão esperando sempre, à beira da história, brutais.
Para entender o quanto é terrível ser palestino na manhã de hoje, é preciso ter estado lá, numa estreita faixa de terra à beira do Mediterrâneo…

Manual para emprenhar urna eletrônica II

A mesma Policia Federal do Lula que apontou o vereador Ari Moutinho por corrupção na operação de nome esquisito, chamada Operação Albatroz, detectando que a certidão expedida pela Junta Comercial do Amazonas (Jucea) revela que uma das empresas envolvidas no suposto esquema de superfaturamento de obras públicas do Estado pertence ao vereador Ari Jorge Moutinho da Costa Filho, homem de confiança do governador Eduardo Braga, que em três anos faturou do Estado mais de R$ 100 milhões, também acusa e prova roubalheira nas eleições municipais para Manaus feitas pelo grupo do candidato Amazonino Mendes. O TRE do Amazonas absolveu Amazonino das acusações desconsiderando as provas. O atual presidente do TRE é o Desdor. Ari Jorge Moutinho da Costa, pai do vereador acusado. Saiu a sentença inocentando Amazonino, no dia seguinte veio a paga. Eduardo Braga nomeia para cargo vitalício e de confiança de Conselheiro do Tribunal de Contas do Estado, nada menos que o vereador acusado de corrupção. Em re…

A Touca do Noel

O natal sempre dá um bode preto. Toda pessoa que faz algum tipo de reflexão histórica, filosófica, empírica sobre a vida, acha o natal uma festa vazia, imposta por culturas alienígenas e completamente sem sentido. A cultura consumista que envolve a data é tão alienante que muita gente simplesmente odeia o natal. Eu sou um. Porém resolvi não mais me importar com isso. Resolvi que não vou mais me incomodar quando a povo elege de novo políticos corruptos, quando o juiz erra sempre pro time mais poderoso, tipo São Paulo, quando a coisa acaba quando a festa esquenta e quando a gostosa sai com o cara que tem a coisa, e principalmente me importar com datas chatas que enchem o saco, tipo, natal e dias dos namorados. A solução encontrada é cair na gandaia também, festejar como todo mundo. Só que do meu jeito. Então pensei em uma festa pré natalina chamada “A Touca do Noel”. Seria uma espécie de esquenta pro carnaval, onde só entra quem vai de touca de Papai Noel, solamente, mas sem a obrigator…

Madonna é um lixo

Por Régis Bonvicino

O jornal escrito é o único veículo, na mídia, que abriga – heroicamente – a resenha de um livro, de um trabalho musical, de uma exposição de artes plásticas, de uma encenação de uma peça de teatro no Brasil, com regularidade. Caetano Veloso aponta, há muito tempo, uma contradição na abordagem das resenhas, com pertinência. Seus autores se inspiram na Escola de Frankfurt e, em especial, no filósofo Theodor Adorno (1903-1969). Os jornalistas posicionam-se, em seus textos, contra a indústria cultural – um conceito criado por Adorno – em territórios industriais, como o próprio jornal. Caetano classifica como inautêntica e pop essa crítica que, utilizando-se de conceitos eruditos, julga negativamente produtos produzidos para o mercado, num “lugar” eminentemente comercial.
Acossados pela televisão, e agora pela internet, os jornais reduziram drasticamente seus espaços para as resenhas – cada vez menores. Vale destacar que três deles (O Estado de S. Paulo, O Globo e a Folha…

A guerra do niobio na terra das raposas

Uma breve explicação sobre a guerra do nióbio em Roraima e porque tanta ONG estrangeira está na parada na disputadíssima Raposa Terra do Sol. A conversa do arroz é cortina de fumaça para encobrir as verdadeiras causas dessa confusão toda, que envolve índios que só falam inglês e seus Toyotas, e latifundiários plantadores de arroz que ocupam 1% da pretensa reserva, e por trás o dinheiro farto do Grande Pai Branco bancador de ONGS. Em agosto de 2005, um ex-conselheiro do presidente norte-americano Ronald Reagan disse, em entrevista ao jornal The Australian que, se por um motivo qualquer, houvesse uma repentina venda maciça de dólares, a Grande Depressão de 1929 pareceria um piquenique. Para se ter uma idéia, o volume de dólares fora dos EUA é cerca de quatro vezes o PIB daquele país. Parecia profecia, agora em 2008, quebra Wall Street. Em tal situação, os dirigentes da oligarquia mundial, entre eles Warren Buffett e George Soros, dois dos maiores donos de ativos financeiros do mundo, vê…